top of page

Blog Cellpreserve

topomail.png

Cadastre-se e participe da nossa jornada!

Quer saber mais sobre Células-Tronco ou exames? 

Lidando com as emoções inesperadas na gravidez


Bem vinda! Aqui você vai se sentir em casa, talvez você chore um pouco mas logo logo vai estar tudo certo. Ah, desculpe, você não sabe onde está? É o clube das emoções das novas mamães! Brincadeiras à parte, é muito comum que você se sinta confusa e repentinamente emotiva durante certos períodos da gestação, a diferença é qual emoção estará tomando à frente.

Nervos à flor da pele? É apenas um dia comum para uma gestante. Alegria, ansiedade, insegurança, medo e tantos outros sentimentos surgem e vão e quando você menos espera, estão de volta. Mas por que isso acontece e o que você pode fazer para lidar melhor com a situação?

O que causa esse turbilhão?

Bem, além da novidade de uma vida sendo gerada que por si só já causa uma mudança e tanto na vida da mulher, há ainda uma grande quantidade de hormônios - em especial o estrogênio e a progesterona - regulando aqui e ali no seu organismo. Isso significa que um não influencia o outro? De forma alguma. O conjunto da obra é justamente o fator que gera tantas oscilações de humor.

Existem períodos onde essas variações são mais intensas?

Sim. Os 3 primeiros meses de gestação (ou 12 primeiras semanas) são os mais intensos em sentimentos intensos. É justamente quando ocorre o aumento brusco das taxas hormonais da mulher e a realização do que está acontecendo: um bebê crescendo dentro de você. É muito comum também algumas mães sentirem até mesmo apreensão frente à nova gravidez! Mas fique tranquila, isso não significa que você é uma mãe ruim, com o tempo o sentimento vai sendo substituído pela satisfação, e tudo vai se alinhando. Não se culpe por ter emoções frente à novidade. É questão de adaptação e compreensão, ok?

“De onde vem esse sentimento de insegurança?” você pode se perguntar… ao descobrir a maternidade, é esperado que a mulher fique feliz, certo? Pois bem, nem sempre o esperado será realidade. E justamente daí se inicia uma cobrança enorme da futura mãe contra ela mesma, afinal, por que ela não está se sentindo feliz assim? São as milhares de perguntas que surgem sobre o futuro do bebê, o futuro dessa mulher - agora mãe - e o futuro do casal também. São mudanças grandes e elas devem ser digeridas com calma e com muito suporte familiar.

“Mas o que eu posso fazer para controlar essas mudanças?!”

É preciso reconhecer, primeiramente, que não é bem ‘controle’ a palavra que você deve procurar, e sim equilíbrio. E, bem, como mencionado mais acima: diálogo é a chave. Ter abertura para conversar sobre seus medos e ansiedades com amigos, familiares e seu par é muuuito importante.

A níveis mais práticos, há diversas formas de encontrar pontos de equilíbrio para lidar melhor com tantas mudanças e incertezas, vamos lá!

  • Quando e para quem contar sobre a gravidez? Considere o que for mais confortável para você. Muitas mamães optam por reservar a notícia para grupos mais íntimos e aguardam o fim dos três primeiros meses para compartilhar no ambiente de trabalho.


  • Relaxe! O mundo é seu spa e você merece curtir cada segundo nele. Descanse bastante, faça carinho na sua barriga, converse com seu bebê, aproveite para fazer uso daqueles cosméticos que você comprou para esse momento, e mais importante: curta cada momento com seu bebê sem pressa, faça suas memórias especiais.

  • Escolha um profissional que você confie, sempre! Seu obstetra irá acompanhar toda sua gestação, logo, opte por um que você se sinta acolhida e confortável, afinal, ele é quem vai tirar suas dúvidas e examinar cada passo do caminho.

  • Não está se sentindo confiante o suficiente com o suporte familiar e médico? Busque apoio psicológico. Fazer terapia pode ser de grande ajuda para você, e é importante saber que ao menos 10% das gestantes sofrem com depressão e/ou ansiedade. Busque ajuda se achar que é seu caso, ok?


  • A vida sexual do casal pode mudar um pouco durante a gravidez, seja por desconfortos da mãe ou por receios do pai. Por isso, é importante se informar sobre alguns mitos e verdades do sexo na gestação e aproveitar os momentos a 2 com muito carinho e amor.

  • Já falamos sobre relaxar? Pois é, relaxar faz grande parte do processo aqui. Aproveite pra fazer exercícios! Além de ajudar nas emoções, faz um bem danado pro seu corpo. Você pode até mesmo se conectar mais com seu bebê no processo!

  • Achou que íamos falar relaxar de novo, né? Não deixa de ser mentira, mas a dica aqui é se informar. Converse com outras grávidas, busque saber sobre o desenvolvimento do bebê, não só com seu obstetra mas por conta própria. Temos o material ideal para isso aqui!

  • Aproveite os pequenos detalhes dessa jornada. Como está o andamento do quarto do bebê? E o enxoval, está feito? Ah, não esqueça da delícia que é compartilhar esses momentos especiais com pessoas que amamos!

Aproveite cada momento e emoção que vier, pois você vai saber lidar com isso tudo! Boa sorte, mamãe!


37 visualizações
Nipt.png

NIPT

pré-natal

não invasivo

O cuidado com a 
saúde do bebê,
começa na gravidez

parto_chegando_vrt.jpg

Agendamentos
contatos e informações sobre células-tronco e exames.

atende
Selecione uma opção:

Contato recebido.
Em breve você receberá o retorno de nossa equipe.

bottom of page