top of page

Blog Cellpreserve

topomail.png

Cadastre-se e participe da nossa jornada!

Quer saber mais sobre Células-Tronco ou exames? 

A importância dos exames na gestação


Vamos conversar sobre o pré-natal? Antes de falarmos dos exames, é importante situar você que já está grávida ou planejando engravidar sobre como funciona o processo do acompanhamento médico.


Para algumas mamães, o pré-natal é carinhosamente chamado de maratona, já que vários exames, consultas e outras avaliações físicas serão solicitadas de tempos em tempos pelo obstetra que lhe acompanhar, mas tudo é bem tranquilo e importante, tá bem? Pode ficar tranquila, todo o esforço é para que seu bebê possa nascer cheio de saúde e muito bem cuidado.


De acordo com o Ministério da Saúde, um pré-natal saudável possui em torno de 6 consultas feitas, mas na prática, você terá bem mais que isso. Normalmente, é feita uma consulta por mês até chegar em 34 semanas de gestação - ou seja, completar 7meses. Após isso, é comum que as consultas sejam feitas a cada duas semanas, e ao entrar no nono mês da gestação, pode ser que suas consultas sejam semanais ou mesmo a cada dois dias, dependendo da demanda do seu obstetra.


E o que acontece nessas consultas?


As consultas de pré-natal servem para monitorar o seu estado de saúde, assim como o do seu bebê. Também é o momento ideal para você tirar dúvidas que possam surgir ou mesmo relatar sintomas que você ache estranhos.


Nas consultas, o obstetra irá:

  • Tirar seu peso e medidas da barriga;

  • Verificar sinais vitais (batimento cardíaco, respiração…) e medir a pressão;

  • Esclarecer dúvidas que você possa ter e oferecer orientações;

  • Solicitar exames para analisar resultados, assim garantindo que tudo corra bem;

  • A partir de 14 semanas de gestação, fazer a ausculta do coração do bebê.


Mas que exames você precisa fazer durante a gravidez?


Agora sim, vamos conversar sobre os exames um por um! Cada um deles tem um motivo específico para ser solicitado, e seu profissional de confiança pode solicitar ainda outros que não estão listados aqui. Tudo vai depender do andamento da sua gestação e do foco de investigação do seu obstetra.


Vamos aos exames?


1. Exame de sangue


Esse vai ser seu fiel escudeiro durante a gestação! Pelo menos 1 a cada trimestre você com certeza terá que fazer, e ele é um dos mais importantes, pois com ele o seu obstetra pode verificar: seu tipo sanguíneo - e assim tomar providências específicas, caso seu fator de Rh seja negativo, pode verificar a presença de anemia e ver níveis de açúcar no sangue, checar hormônios e anticorpos, pesquisar possíveis problemas de circulação sanguínea para prevenir problemas futuros na gestação, detectar possíveis infecções… além de outros motivos que podem ser específicos do seu atendimento.


2. Exames de urina e fezes


O exame de urina serve para avaliar possíveis infecções urinárias e indicar se há possibilidade de você desenvolver pré-eclâmpsia, e o exame de fezes é feito para investigar possíveis problemas intestinais.


3. Ultrassonografia Intravaginal


Esse exame costuma ser feito após a sexta semana de gestação, e com ele você já pode ouvir o coraçãozinho do seu bebê batendo, além de calcular o tempo de gravidez e a possível data da chegada da criança!


4. Ultrassonografia de translucência nucal


Durante a gestação serão feitas diferentes ultrassonografias - ultrassom para as mais chegadas. Esse exame deve ser feito entre 11 e 14 semanas de gestação. Na translucência nucal é feita a medição do seu bebê e checa-se os batimentos cardíacos para avaliar a vitalidade dele.


Junto desse exame, é possível realizar o exame de Risco Fetal, onde são levantadas as chances do seu bebê apresentar alguma alteração cromossômica, desenvolvendo condições como a Síndrome de Down ou problemas cardíacos. Aqui na Cellpreserve nós realizamos o exame de Risco Fetal e você pode conferir um pouco mais sobre ele aqui.


5. Ultrassonografia morfológica


Já essa ultrassonografia deve ser feita entre a 20ª e 22ª semanas da gravidez! Em boa parte das consultas desse exame, é possível ver o sexo do bebê, mas o foco aqui é avaliar o desenvolvimento dos orgãos do bebê, que nessa altura da gestação já estão formados. Ah, se você realizar esse exame em um aparelho que faça leitura 3D, é possível ver as feições do seu bebê. Bacana, né?


Mas se você for uma mamãe mais ansiosa, que não quer esperar isso tudo pra saber o sexo do seu bebê ou correr o risco dele estar de pernas cruzadas na hora da ultrassonografia, você pode realizar o exame de Sexagem Fetal: apenas uma coleta de sangue a partir da 8ª semana de gestação e pronto, você saberá sem muita demora. Fazendo aqui na Cellpreserve, seu resultado sai em até 10 dias úteis, vamos marcar?


Antes de retomarmos a lista, gostaríamos de falar sobre o exame Pré-Natal Não Invasivo, ou NIPT. Ele não substitui nenhum dos exames listados aqui, mas pode ser um facilitador para você e seu obstetra. Através da coleta do seu sangue, é possível checar várias mutações cromossômicas, além de checar a possibilidade do bebê desenvolver outras doenças. E mais, você também pode incluir a sexagem fetal no pacote. Entre em contato aqui para saber mais informações!


6. Triagem de diabetes gestacional


Olha o exame de sangue aparecendo aqui novamente! Ele leva esse nome pois é um exame específico para avaliar se a gestante desenvolveu ou está em risco de desenvolver diabetes gestacional. É um acompanhamento comum, pois muitas grávidas podem desenvolver o quadro, sendo necessário então realizar cuidados extras até o momento do parto.


7. Ecocardiografia fetal


Há algum tempo atrás esse exame era feito apenas em casos específicos de investigação de doenças no bebê, no entanto, atualmente os obstetras têm inserido a ecocardiografia fetal como parte comum do acompanhamento pré-natal, para avaliar o funcionamento do coração do bebê mais a fundo. Se for um pedido do seu médico, tire suas dúvidas e fique tranquila.


8. Triagem de estreptococo beta-hemolítico


O nome é complicado, mas é fácil de explicar: Entre a 34ª e 37ª semana de gestação, seu obstetra irá solicitar o exame que consiste em uma coleta de secreção vaginal e do reto para avaliar possíveis infecções que possam interferir no momento do parto e afetar a saúde do seu bebê. Tudo é feito pensando no seu bem estar e no dele.


9. Ultrassonografia do terceiro trimestre


Quando falamos de ultrassonografias, não queremos dizer que é feita apenas uma e acabou, ok? No caso do terceiro trimestre, por exemplo, podem ser feitas quantas forem necessárias, pois a demanda varia muito de paciente para paciente. Nesse exame, é feita novamente a pesagem e medição do bebê, e avalia-se também o tamanho da placenta e a quantidade de líquido amniótico. É possível também checar a posição dele, para acompanhar como será o momento do parto, aliás, já escolheu o seu parto?


Reforçamos aqui que esses exames são comuns de serem solicitados, mas não serão os únicos. Cada gestante terá suas demandas e as suas serão avaliadas pelo seu profissional de confiança. Se surgirem dúvidas, tire-as com seu obstetra para ficar mais tranquila e aproveitar o melhor da gestação!

7 visualizações
Nipt.png

NIPT

pré-natal

não invasivo

O cuidado com a 
saúde do bebê,
começa na gravidez

parto_chegando_vrt.jpg

Agendamentos
contatos e informações sobre células-tronco e exames.

atende
Selecione uma opção:

Contato recebido.
Em breve você receberá o retorno de nossa equipe.

bottom of page