top of page

Blog Cellpreserve

topomail.png

Cadastre-se e participe da nossa jornada!

Quer saber mais sobre Células-Tronco ou exames? 

Escolhendo seu parto

Atualizado: 17 de ago. de 2021


O ponto chave de uma gravidez tranquila é fazer o planejamento para que tudo corra bem, da forma que você deseja. E parte desse planejamento também está em conhecer possibilidades diferentes de parto e optar pelo que te deixa mais confortável, mamãe.


E isso não significa optar apenas entre normal e cesárea, não. Existem mais algumas opções nesse universo e vamos contar sobre elas aqui, te deixando tranquila e bem informada para escolher o que melhor lhe atender, ok?


  • Parto Normal

Esse é o tipo de parto mais “comum”, digamos assim. Acontece entre a 37ª e a 42ª semana de gestação, quando a mulher entra em trabalho de parto de forma natural. A princípio, toda grávida pode realizá-lo - caso haja contraindicação, seu médico irá lhe informar.


Ah, não significa que por ser normal você não pode recorrer à anestesia. Nessa modalidade é possível optar por dois tipos: pela peridural (aplicada na região lombar) ou a raquidiana (direto na medula). Verifique com a equipe médica qual é mais indicada pra você, ok?


  • Parto Cesariano

Como falamos acima, caso não seja indicado o parto normal, o cesariano é recomendado. Se trata de um procedimento cirúrgico, mas você pode ficar acordada para acompanhar o nascimento do bebê.


Curiosidade: A OMS (Organização Mundial da Saúde) indica que apenas 15% dos partos sejam cesáreas mas em alguns lugares esse número chega até mesmo a 85%. Atualmente, foi aprovado no Brasil uma resolução pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) que permite que a gestante opte pelo parto cesariano desde que esteja na 39ª semana de gestação. Antes disso, só será permitido realizar o parto caso haja risco de saúde para a gestante ou para o bebê.

  • Parto Natural

“Ué? Mas vocês já falaram sobre parto normal!” Exatamente, mamãe. O parto normal e o natural são diferentes, sim. O parto natural também é acompanhado por pessoas especializadas (obstetra, enfermeira…). A diferença é que o parto pode ser realizado em casa, e ocorre pelos comandos do corpo da gestante, ou seja, com o mínimo de intervenção médica possível. Ah, nesse caso, não pode anestesia, tá bem?


  • Parto na Água

Atualmente, esse estilo de parto tem sido muito procurado pelas grávidas porque oferece o maior nível de conforto para elas. Por ser dentro d’água, há um maior relaxamento muscular e a água ajuda a dilatar o colo uterino, acelerando o parto. E também é uma ótima opção para o bebê, pois acaba sendo menos traumático, já que é um ambiente mais similar ao útero.


Para realizar esse tipo de parto, é importante conversar com sua maternidade se eles oferecem o atendimento, ok?


  • Parto Humanizado

Não é exatamente uma modalidade, nem é uma técnica nova. Esse tipo de parto prioriza o respeito pela mulher grávida e suas vontades. Você escolhe quem irá lhe acompanhar no momento, onde terá o bebê (em casa, numa banheira, na maternidade…), se você quer as luzes apagadas, qual posição é mais confortável… Enfim. Tudo é orquestrado de acordo com seus desejos. Ainda sim, é importante que seu obstetra esteja presente durante o momento!

Parto de Cócoras

Sabia que esse tipo de parto é super recomendado por alguns especialistas? E tem um motivo: estar agachada durante o parto agiliza o processo, pois permite que seu corpo relaxe e a gravidade ajude na saída do bebê!


No entanto, é importante que o bebê esteja encaixado de cabeça para baixo e você precisa ter os 10 cm de dilatação para realizar esse parto, ok? E não pode haver anestesia.


  • Parto Leboyer

Na dúvida, faça como os franceses! Essa técnica vem da década de 70, e é conhecida como “parto sem violência”. A ideia é não estressar o bebê para que seu nascimento não seja tão traumático - de acordo com estudos, nascer é o primeiro trauma que todo ser humano enfrenta. O parto, assim como no natural, é todo conduzido pela mãe, mas precisa ocorrer num ambiente com pouca luz e o mais silencioso possível.


  • Cesárea Humanizada

Parece confuso, mas existe. Mesmo se tratando de uma cirurgia, na cesárea humanizada a mamãe é mais valorizada, o ambiente é mais agradável - você pode até fazer uma playlist pra tocar na hora do parto! - e assim que o bebê nasce, é levado diretamente ao seu colo, para o primeiro contato com a mamãe dele!


E essas são algumas opções que você pode ter na hora de ter o seu bebê! No entanto, saiba que independente da sua escolha, é muito importante ter acompanhamento médico durante toda a gestação, ok?


15 visualizações
Nipt.png

NIPT

pré-natal

não invasivo

O cuidado com a 
saúde do bebê,
começa na gravidez

parto_chegando_vrt.jpg

Agendamentos
contatos e informações sobre células-tronco e exames.

atende
Selecione uma opção:

Contato recebido.
Em breve você receberá o retorno de nossa equipe.

bottom of page