Blog Cellpreserve

topomail.png

Cadastre-se e participe da nossa jornada!

  • Equipe Cellpreserve

6 passos importantes para se preparar para uma gravidez



Ah, o sonho da gravidez e de ter um bebê… Muitos casais não veem a hora de poder dizer “estamos grávidos”, afinal, tem coisa melhor? Mas, antes de chegar na gravidez, é preciso conhecer alguns passos muito importantes, que vão ajudar e facilitar a chance de uma gestação, evitando a procura ansiosa e antecipada por tratamentos para fertilização - opção geralmente ofertada para casais que enfrentam dificuldades em engravidar.

  1. Mantenha o corpo saudável

As mudanças de hábito colaboram - e muito! - para um futuro bebê. Imagine que você vai dar uma festa em uma casa, mas sem arrumá-la antes. Quais as chances desta festa dar certo? Muito menores do que se a casa estivesse organizada e limpa... com o seu corpo também é assim.

O consumo excessivo de álcool, a longo prazo, pode resultar em problemas de pressão alta na gestação, derrames e outras questões médicas, por isso é importante parar o consumo antes mesmo de programar sua gravidez.

Isso porque não se sabe ao certo o impacto do consumo de álcool na gestação, porém existem estudos que indicam relação entre partos prematuros e ingestão de bebidas alcóolicas durante a gravidez. Portanto, a indicação é cortar o consumo. O mesmo vale para o tabagismo, uma vez que o cigarro afeta tanto a fertilidade feminina quanto a masculina.

Você sabia que o intestino de uma gestante absorve mais ferro do que uma pessoa que não está grávida? Isso torna o ferro um nutriente chave para poder ter uma gestação livre de riscos de anemia. Com isso, recomenda-se a parada no consumo de café, antes mesmo de engravidar, uma vez que seu corpo precisa encontrar equilíbrio sem a cafeína de todo dia.

Isso porque estudos sugerem que o excesso de cafeína afeta a capacidade do organismo de absorver ferro, e também amentam as chances de, uma vez estando grávida, ter um aborto espontâneo.

E o que fazer?

Reeducação alimentar e exercícios físicos trazem bons resultados na prática, além de melhorar sua qualidade de vida e fortalecer seu organismo. Especialistas apontam que é mais difícil engravidar estando abaixo ou acima do seu peso ideal, por isso a importância de acompanhamento médico desde a tentativa da gravidez.

E atenção: maus hábitos, se cortados, levam em torno de 90 dias para reduzir os impactos no organismo. Ou seja, não se cobre tanto. É um processo e leva tempo.

São muitas mudanças, mas tudo isso fará bem para você e seu futuro bebê. Viu? Já é o seu filhote mudando a sua vida para melhor!

  1. Conheça sua ovulação e os espermatozoides do pai

É possível projetar uma tentativa de engravidar para quando estiver liberando seu óvulo, tendo relações nos dias mais férteis – de 3 a 4 dias antes da sua data prevista de ovulação. Se você não sabe quando irá ocorrer a ovulação, recomenda-se ter relações dia sim, dia não. Considerando o ciclo de vida dos espermatozoides, isso permite que haja sempre um “estoque” para o momento certo, no lugar certo, na hora certa.

Lembre-se também: quanto mais saudáveis os espermatozoides, maior a quantidade e maiores são as chances de um deles fecundar o óvulo. E as mudanças de hábito são importantes aliadas para preservar a saúde dos gametas!

Cuidado com a ansiedade! A pressa pode acabar transferindo toda sua expectativa para o seu corpo. Estar tranquila, livre de pressão ou autocrítica, além de transformar a trajetória em algo prazeroso, funciona sim para engravidar com mais facilidade. Isso porque o hipotálamo, a glândula no cérebro que regula os hormônios da ovulação, funciona melhor em estágio de relaxamento. Sem pressão, seu corpo entende que pode ovular na hora certa.

  1. Vá ao dentista. Sim, ao dentista!

Dentista? Para engravidar? Exatamente. É importante cuidar de possíveis problemas para que o decorrer da gravidez seja tranquila, e aqui vai o motivo: pesquisas recentes apontam mais e mais evidências de que a falta de cuidado com a saúde bucal pode afetar a gestação de diversas formas, inclusive podendo levar o bebê a nascer abaixo do peso ideal ou mesmo prematuro. As mudanças hormonais, comuns na gestação, também tornam a mulher mais suscetível a desenvolver problemas nas gengivas. Ainda, estudos apontam uma relação entre a piora de problemas gengivais com a incidência de partos prematuros. Por isso, se você busca engravidar, comece desde já a ter os cuidados básicos inclusive com seu bebê, que ainda está por vir. Cuidar antes é a decisão certa para não ter problemas durante a sua futura gestação!

  1. Programe a parada do seu método anticoncepcional

Um fator muito importante - e crucial - para engravidar, é a parada com o anticoncepcional. Mas calma lá, não é simplesmente parar de tomar o medicamento. Assim como todos os outros passos, esse também é um processo e deve ser orientado por profissionais capacitados.

No caso da pílula tradicional, especialistas recomendam que a cartela seja finalizada, para evitar que sua menstruação fique desregulada, tornando imprecisa a data de concepção. A regularização após a pausa na pílula pode levar alguns meses. O mesmo é orientado para adesivos anticoncepcionais e o anel intravaginal.

Se você utiliza o anticoncepcional por injeção, pode demorar um tempo até a retomada da ovulação, mesmo que a menstruação retorne rapidamente. As que optaram por DIUs e outros implantes precisam fazer a retirada com seu médico de confiança.

Após a parada é interessante começar a marcar no seu calendário a data da menstruação, para facilitar a contagem dos períodos férteis.

  1. Planejamento é a chave

Ter um filho é um sonho, mas também um compromisso para a vida inteira, por isso é muito importante fazer planejamentos, sejam eles avaliando espaço em casa ou questões financeiras.

Vamos pensar novamente naquela festa que você ia dar em uma casa, mas sem arrumá-la. Pense que você também não programou um orçamento, uma reserva de emergência ou mesmo levou em consideração a quantidade de convidados com o espaço. Estressante, certo? Questões de tamanha importância como ter um filho não podem ser levadas puramente pela emoção, sem um planejamento.

Bebês, além de muita alegria e afeto, trazem quantidades consideráveis de despesas, que precisam ser levadas em conta na hora do cálculo antes da tentativa. O casal precisa estar na mesma página sobre essas mudanças para que elas ocorram em harmonia, novamente, é mais um processo antes da maternidade.

Serão necessárias reformas na casa, ou uma mudança? Existe espaço, atualmente, para um bebê? Essas são questões para se resolver antes da gravidez, pois, lidar com mudanças e obras durante a gestação não é o recomendado, devido ao grande estresse que isso pode causar.

Cheque também qual a postura do seu trabalho em relação à futura gestação, se existe algum suporte além da licença maternidade, ou mesmo se existe histórico de demissões após mulheres retornarem ao trabalho após a licença, prática que infelizmente ainda é muito comum.

Outro fator a ser levado em consideração é a saúde mental do casal. Algum de vocês sente não estar em condições emocionais e psicológicas de criar um filho? Essas questões podem evitar o surgimento de episódios depressivos durante a gravidez, ou no caso da mãe, da depressão pós-parto.

  1. Divirta-se: pelo presente e pelo futuro presente

Alguns especialistas sugerem que quanto mais excitada estiver a mulher, maior a chance de fertilização. Outros não veem diferença, mas uma coisa é certa: é um momento a dois que deve ser gostoso e aproveitado, então alguns casais buscam esquentar a relação e trazer mais intimidade para o momento a dois, para que não se torne apenas um compromisso marcado no calendário devido a chance de engravidar.

Já se sabe que estar relaxada ajuda na hora de engravidar, então pressão é tudo que você não precisa nos momentos de intimidade. Curta as mudanças e aproveite para namorar, viajar e se divertir a dois, antes de, enfim, decidirem engravidar. Lembrem-se das razões que levaram ao desejo de ter um bebê, antes mesmo das tentativas.

Já tentamos de tudo e ainda não tivemos sucesso, e agora?

Após todos esses passos realizados, ainda existe uma dificuldade de engravidar? Talvez seja a hora de procurar um profissional especialista em fertilidade. Lembrando que o período de tentativas deve ser de no mínimo 6 meses para mulheres acima de 35 anos, abaixo desta idade, recomenda-se procurar após 1 ano de tentativa, no mínimo.

Sabia também que, seguindo essas mudanças de hábito, a chance de sucesso com o tratamento é consideravelmente maior.

Agora você já tem alguns pontos para rever e se organizar, boas tentativas, e boa sorte!

Conseguiu engravidar? Temos um bônus para você considerar no planejamento!

Atualmente, muitos casais incluem em seu planejamento de gravidez, a oportunidade do armazenamento de células-tronco do bebê, garantindo assim a possibilidade de tratamento de mais de 80 doenças que seu filho possa vir a desenvolver. A compatibilidade das células é de 100% com a criança e 25% para irmãos e irmãs.

Na Cellpreserve realizamos esse serviço, e nesse mês das mães temos uma promoção! Fechando um contrato de armazenamento, você ganha um Teste do Pezinho de 7 Perfis, que pode ser coletado no conforto da sua casa, e seu resultado sai em até 5 dias!

Achou interessante? Entre em contato aqui e se informe conosco, sem compromissos!


5 visualizações
Nipt.png

NIPT

pré-natal

não invasivo

O cuidado com a 
saúde do bebê,
começa na gravidez