site células-tronco
Armazenamento de células-tronco

Exame de Toxicologia

Com o processo de industrialização muitos trabalhadores passaram a ter contato contínuo com diversos produtos químicos que apresentam graus variados de toxicidade. Em 2004, a Organização Internacional do trabalho estimou a ocorrência de 35 milhões de casos anuais de doenças relacionadas com o trabalho por exposição a substâncias químicas, com a ocorrência de 439 mil mortes.

 

Neste contexto, a dosagem de marcadores biológicos da intoxicação com agentes nocivos é uma importante ferramenta para avaliar a exposição a estas substâncias no ambiente de trabalho. O monitoramento dos níveis de exposição ocupacional para as principais substâncias presentes na indústria brasileira é obrigatório, sendo estabelecido pela Norma Regulamentadora Nº7 (NR-7/PCMSO), e visa prevenir e minimizar riscos de intoxicação ocupacional.

 

A Cellpreserve oferece a avaliação da exposição a diversos agentes químicos comumente utilizados em diferentes setores da indústria (alimentos, automobilística, baterias, borracha e derivados, colas, plásticos, resinas, construção civil, dentre outras), através da detecção dos marcadores biológicos característicos de cada tipo de produto químico.

 

Além disso, visando atender a Lei federal 13.103, que determina a obrigatoriedade na realização do exame toxicológico de larga janela de detecção para a renovação da CNH nas categorias C, D e E, e também na pré-admissão e no desligamento de motoristas contratados de acordo com a CLT, a Cellpreserve oferece o exame toxicológico de larga janela que identifica a presença de metabólitos de drogas psicoativas que se depositam nos fios de cabelo ou pelos, por um período de até 90 dias, permitindo a avaliação de hábitos de consumo dessas substâncias pelo usuário.

Referências:
Carvalho, L. V. B, Costa-Amaral, I. C, Mattos, R. C. O. C, Larentis, A. L.  Exposição ocupacional a substâncias químicas, fatores socioeconômicos e Saúde do Trabalhador: uma visão integrada. Saúde debate 41 (spe2) Jun 2017. https://doi.org/10.1590/0103-11042017S226

Pragst, F. and Balikova, M. A. State of the srt in hair analysis for detection of drug and alcohol abuse. Clinica Chimica Acta, 370, pp. 17-49.

Kinntz, P. 2004. Value of hair analysis in post-mortem toxicology. Forensic Science International, 142, pp. 127-134.

Ficou com alguma dúvida? Clique aqui

e solicite informações por Whatsapp

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

(21) ​2102-0204  |  (21) 2102-0205  |  (21) 3431-3701                       
 

 

Av. das Américas, 3434 - Bl. 2 - Lj. 104 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ  |  CEP: 22640-102