top of page

Blog Cellpreserve

topomail.png

Cadastre-se e participe da nossa jornada!

Quer saber mais sobre Células-Tronco ou exames? 

Pai que morreu e perdeu três filhos de câncer tinha doença hereditária. Teste Genético prevê riscos

Pai que morreu e perdeu três filhos para o câncer tinha doença hereditária; entenda

Régis Feitosa Mota era portador da síndrome de Li-Fraumeni, condição hereditária que aumenta as chances de desenvolvimento de tumores no corpo.


Fonte: Jornal O Globo Matéria original: https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2023/08/14/pai-que-morreu-e-perdeu-tres-filhos-para-o-cancer-tinha-doenca-hereditaria-entenda.ghtml

Quatro pessoas. Doze diagnósticos de câncer. O corretor de imóveis Régis Feitosa Mota perdeu os três filhos para o câncer, e também tinha a doença. Régis morreu no domingo, 13/8.. Ele foi diagnosticado com três tipos de câncer em um período de sete anos (entre 2016 e 2023). O último foi informado em janeiro deste ano. Os três filhos dele morreram devido à doença em um intervalo de apenas quatro anos. Síndrome Li-Fraumeni (LFS)

Régis era portador da síndrome rara hereditária Li-Fraumeni (LFS), causada por uma mutação genética que aumenta a probabilidade em até 90% nas chances dos portadores desenvolverem câncer até os 70 anos.

A síndrome é caracterizada por alterar o gene TP53, fazendo com que a produção da proteína responsável por impedir o crescimento de tumores seja insuficiente. É por isso que pacientes que têm essa condição hereditária rara estão tão vulneráveis a desenvolver diversos tipos de cânceres durante a vida. A probabilidade é de 90% de chances de os portadores terem o câncer até os 70 anos. Através de testes genéticos realizados pela Cellpreserve, como o BRCA 1 e 2, é possível mapear o risco do desenvolvimento de doenças na família. Para saber mais sobre estes exames, clique aqui ou fale com nossa equipe agora. Beatriz, a filha caçula de Régis, faleceu em 2018, com 10 anos. Ela foi diagnosticada com leucemia linfoide aguda. A criança chegou a passar por um transplante de medula, que teve a mãe como doadora. Porém, meses depois, a doença voltou.

Pedro, de 22 anos, teve cinco episódios de câncer e morreu em 2020 com um tumor no cérebro.

A última perda do corretor foi Anna Carolina, de 25 anos. A filha médica descobriu um tumor no cérebro em 2021 e morreu em novembro de 2022. Na infância, ela também fez tratamento contra leucemia.

285 visualizações
Nipt.png

NIPT

pré-natal

não invasivo

O cuidado com a 
saúde do bebê,
começa na gravidez

parto_chegando_vrt.jpg

Agendamentos
contatos e informações sobre células-tronco e exames.

atende
Selecione uma opção:

Contato recebido.
Em breve você receberá o retorno de nossa equipe.

bottom of page