CÉLULAS-TRONCO DO CORDÃO UMBILICAL

Você sabe a importância de armazenar essas células tão úteis para a vida?

 

Veja os comentários da Drª Patricia R. C. Barbosa Horn, Hematologista Pediátrica e especialista em transplantes de células-tronco hematopoiéticas, sobre a importância de armazenar das células-tronco do sangue de cordão umbilical.

 

O que são células-tronco e por que sua utilização vem sendo considerada uma das maiores revoluções da medicina moderna?

 

Patricia Horn: São células muito especiais formadas durante o desenvolvimento do bebê e possuem a capacidade de se duplicar gerando células com características semelhantes e de se diferenciar transformando-se em células mais maduras de diversas linhagens.

Essas células são consideradas uma grande revolução na medicina moderna por sua capacidade de renovação de células sanguíneas destruídas por algum tipo de doença ou pela ação da quimioterapia.

 

“As células-tronco hematopoiéticas são consideradas células mãe”.

Em que tratamento as células-tronco do sangue de cordão umbilical são utilizadas?

 

Patricia Horn: Atualmente existem mais de 80 doenças já tratadas com o auxílio das células-tronco e várias outras se encontram em estudos avançados. Dentre as doenças mais conhecidas estão as de fundo onco-hematológicos (Leucemias, Linfomas, Neuroblastomas etc.), metabólico (Amiloidose, Gangliosidose, síndromes diversas,etc.) e imunológico (Disgenesia, Enteropatia Poliendócrina, Lúpus, síndromes diversas, etc.).

 

“Atualmente existem mais de 80 doenças já tratadas com o auxílio das células-tronco”.

 

Em quais doenças do sistema sanguíneo é possível realizar o transplante autólogo de células hematopoiéticas?

 

Patricia Horn: O transplante autólogo de células-tronco hematopoiéticas pode ser usado nas doenças: Principais neoplasias hematológicas como Leucemia Linfóide Aguda (LLA), Leucemia Mielóide Aguda (LMA), Leucemia Mielóide Crônica (LMC), Linfomas Hodgkin e Linfomas não-hodgkin. Doenças Auto-Imunes como Diabetes e Lúpus,  Neoplasias Oncológicas como tumor de testículo e neuroblastoma.

 

 

Qual a vantagem do armazenamento das células-tronco do sangue de cordão umbilical?

 

Patricia Horn: A principal vantagem do armazenamento autólogo do sangue de cordão umbilical é que a amostra permanece guardada para utilização da própria pessoa, ou seja, para realização de um tratamento com 100% de compatibilidade.
Quando a amostra é armazenada em bancos públicos, no qual a doação é voluntária, o principal objetivo é o transplante alogênico, a amostra não pertence ao doador. Se necessário, o paciente entra na fila de receptores à procura de um material compatível, o que torna o procedimento mais demorado, principalmente pelo pequeno percentual de compatibilidade entre a população brasileira.
Outra grande vantagem é que a utilização de células-tronco “sadias”, ou seja, isentas de qualquer fonte de doença.  São células adultas jovens, possuem maior capacidade de proliferação, reconstituição mais rápida e menor índice de doença enxerto (rejeição).

 

“A disponibilização da amostra é imediata podendo ser transportada para

qualquer lugar do Brasil ou do Mundo para uso terapêutico”.

 

 

Como um membro da família pode ser beneficiado, caso precise de um transplante com as células-tronco armazenadas?

 

Patricia Horn: A células-tronco do cordão umbilical armazenadas podem ser úteis no tratamento de doenças ou em um eventual transplante em membros da própria família.

Entre irmãos, o percentual de compatibilidade é de 25% e de 10% para os pais, enquanto para encontrar uma medula compatível em um banco público pode chegar de um para 100 mil habitantes no Brasil.

 

“O material armazenado pertence à família e pode ser usado por parentes
próximos no caso de compatibilidade”.

 

O sangue de cordão umbilical contém apenas células-tronco hematopoiéticas?

 

Patricia Horn: Não, no sangue de cordão umbilical existe um pequeno percentual de células-tronco mesenquimais, que assim como as células-tronco hematopoiéticas são consideradas multipotentes pelo alto poder de transformação em outras células de diversos tecidos. As células mesenquimais podem formar células adipócitas (tecido adiposo), osteócitos (tecido ósseo) e condrócitos (tecido cartilaginoso). O avanço do protocolo de expansão das células-tronco in vitro permitirá o aumento da massa de células mesenquimais presentes no sangue de cordão umbilical e a viabilidade de utilização desse tipo celular em diversas terapias.

 

 

Cellpreserve - Centro de Biotecnologia

Endereço: Av. das Américas, 3434 - Bl. 2 - Lj. 104 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ  |  CEP: 22640-102 

Tel.: (21) 3431 3700  

(21) 99959-4043

(31) 99614-0355 | (27) 998963453
0800 282 3700 

contato@cellpreserve.com.br

NOVIDADE

Teste de Compatibilidade Familiar

CELLPRESERVE

A Cellpreserve possui certificado do Conselho Federal de Medicina, aprovação da Vigilância Sanitária e importantes certificações nacionais e registro internacional como: ISO 9001, ONA E FDA que conferem maior rigor técnico no tratamento das amostras dos clientes. Clique e confira!

CERTIFICAÇÕES: