Blog Cellpreserve

topomail.png

Cadastre-se e participe da nossa jornada!

COMO O ÚTERO RETROVERTIDO AFETA A GESTAÇÃO?

O QUE É? QUAIS AS CAUSAS E OS SINTOMAS?


O útero retrovertido é uma condição em que o colo, a parte mais baixa do útero que entra em contato direto com a parte de cima da cavidade vaginal, se projeta em direção à coluna vertebral e ao reto, em vez de se projetar para frente do abdômen, flexionado sobre a bexiga urinária.


As causas são diversas, podendo ser adquiridas desde o nascimento, durante o parto (posição em geral transitória), por conta da flacidez dos ligamentos que fixam o útero à pelve ou a outros órgãos ou pela presença de miomas ou de cicatrizes provocadas por focos da endometriose ou por infecções pélvicas.

A alteração no posicionamento do útero pode ser assintomática. No entanto, quando há sintomas, os mais comuns são:


• Dor durante o ato sexual (dispareunia);

• Cólicas menstruais fortes (dismenorreia);

• Dor durante a evacuação (proctalgia);

• Dor durante a micção (disúria);

• Dor nas costas e na coluna lombar. Quais os perigos durante a gestação?

Se seu médico disser que você tem colo do útero reverso, não se preocupe. Esta condição não oferece perigos para a fertilidade ou para a gravidez. Isso porque, por volta das 37 ou 38 semanas, o colo do útero deve começar a se mover para se preparar para o parto. À medida em que se aproxima a data, o colo se modifica naturalmente e alcança a posição ideal. Se o colo do útero ainda estiver retrovertido após 38 semanas, não entre em pânico. Isto significa que o trabalho de parto não está chegando imediatamente. Para cada gestante a progressão se dá de maneira diferente. LEMBRE-SE: se você tiver dúvidas ou preocupações, converse sempre com o seu médico para uma melhor orientação! Fontes: www.healthline.com | www.drauziovarella.uol.com.br




7 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
Nipt.png

NIPT

pré-natal

não invasivo

O cuidado com a 
saúde do bebê,
começa na gravidez