top of page

Blog Cellpreserve

Quer saber mais sobre Células-Tronco ou exames? 

Saúde mental: E a hora de voltar ao trabalho?


Quando olhamos para o cenário atual da sociedade, é comum vermos que as mulheres optam por ter um bebê mais tarde, para focar e crescer profissionalmente. O cenário é bem diferente de antigamente e assim como toda mudança, novos desafios surgem no processo.


O momento de voltar ao trabalho para as mamães poderia significar puro prazer por retomar uma atividade que ela gosta e exerce com maestria, mas não é bem assim na prática. Para uma maioria esmagadora, o momento de retornar ao trabalho é de muita insegurança, ansiedade e sofrimento em estar se afastando do bebê. “Como ele vai ficar sem mim?” ou “e se algo acontecer?” são algumas das perguntas que passam pela cabeça das mães repetidamente ao longo do dia. Algumas mulheres até optam por encerrar a carreira e dedicar-se à maternidade de forma exclusiva ao descobrirem a gestação.


No entanto, se você pretende retomar seu trabalho após o período de licença maternidade e está se sentindo insegura em relação à dinâmica que terá entre o bebê e o trabalho, aqui vão algumas dicas para te ajudar nessa nova fase:


  • Organização é tudo

É importante ter um plano organizado para esse momento de retorno. Será seu parceiro ou parceira? Avós da criança? Algum familiar de confiança? Independentemente do caso, você pode deixar orientações que ache importante para serem seguidas. Rituais calmantes que você faz com o bebê podem ajudar nessa adaptação quando a mamãe está saindo!


Não esqueça de dividir as tarefas com sua cara metade! Ir ao mercado, preparo de comidas, limpeza na casa… Uma rotina dividida e organizada é uma rotina saudável para todos!


  • A culpa se transforma

Quando falamos de retomar o trabalho e se afastar do bebê, nada mais natural que a tão temida culpa aparecer. No entanto, ela pode ser amenizada e com o tempo, vai mudando e se adaptando.


Não importa se o bebê tem seis meses, um ano ou mais, sempre haverá uma parte sua querendo estar próximo dele, e isso é completamente normal. E quanto ao bebê ficar angustiado? Pode ficar tranquila também, pois com o tempo ele entende que a mamãe está indo, mas já volta. Conta pra gente, existe motivação melhor que chegar do trabalho e encontrar aqueles olhinhos brilhantes esperando você passar pela porta e saber que tudo ficará bem?


  • Prepare a criança para a despedida

Uma técnica muito conhecida é a de sair de fininho pro bebê não ver e chorar. Embora seja comum ouvirmos relatos desse tipo de situação, não é o mais indicado por especialistas. Isso pode gerar desconfiança e insegurança.


Como falamos antes, com o tempo a criança compreenderá que você volta logo, e pode ser interessante reforçar essa ideia na despedida. Converse com o bebê de forma clara e simples. Ah, cuidado com expressões chorosas, isso pode deixar o bebê agitado. Não existe uma forma correta para se despedir, mas esses pequenos ajustes podem tornar a situação mais fácil!


  • E a alimentação do bebê?

Nesses casos, a pessoa que ficará responsável pelo seu bebê precisa estar alinhada quanto à dieta e a introdução alimentar do pequeno. Uma parte principal da culpa que as mamães sentem é a possibilidade de perder momentos novos, como a introdução de um novo alimento para o bebê. É importante saber que a tecnologia pode ser sua aliada e o compartilhamento de vídeos e fotos pode diminuir essa distância breve entre vocês.


Se no seu caso ainda estamos falando de amamentação, temos uma publicação sobre o aleitamento materno e como extrair e armazenar o leite.


  • E os presentinhos?

Muitas mamães - e papais - podem eventualmente buscar trazer pequenos presentes para a criança como forma de compensar a saída para trabalhar. Um presente aqui e ali é completamente inofensivo, os especialistas apenas alertam para ter cuidado quanto à frequência da ação. Acontece que, se os mimos forem uma rotina, a atitude pode acabar ensinando à criança que ela será recompensada quando descontente com alguma situação, e isso pode levar a comportamentos que você não gostaria que o pequeno desenvolvesse ao crescer.


E aí mamãe, preparada para o retorno às atividades? Conta pra gente lá no instagram como foi esse momento de adaptação!


5 visualizações0 comentário

コメント


Nipt.png

NIPT

pré-natal

não invasivo

O cuidado com a 
saúde do bebê,
começa na gravidez

parto_chegando_vrt.jpg

Agendamentos
contatos e informações sobre células-tronco e exames.

atende
Selecione uma opção:

Contato recebido.
Em breve você receberá o retorno de nossa equipe.

bottom of page