Traumas Cerebrais e Células-Tronco

Após afogar-se na piscina quando tinha aproximadamente 2 anos, um menino de Porto Alegre, Canoa, apresentou um quadro de paralisia cerebral, devido aos 40 minutos sem oxigenação no cérebro causando algumas sequelas. Após acordar do coma ele não conseguia mais falar, mexer os braços e as pernas, além das dificuldades de alimentar-se também.
 

Esses acidentes são mais comuns do que pensamos e podem levar a  ocorrência  de trauma cerebral como este acima que culminou em danos no cérebro. O trauma cerebral pode ocorrer de diversas formas e esse tipo de lesão é responsável por aproximadamente 300.000 hospitalizações nos Estados Unidos. Apresentam alta taxa de mortalidade e por isso há algum tempo tem despertado o interesse da comunidade científica em desenvolver terapias inovadoras e bem sucedidas para o tratamento desses quadros. Neste sentido, o tratamento com células-tronco tem sido uma esperança. A mãe do caso descrito acima , engravidou novamente para coletar as células tronco do sangue do cordão umbilical do irmão para realizar o transplante, buscando assim melhora na sua qualidade de vida. A escolha pela utilização dessas células como terapia foi devido a sua alta capacidade de diferenciação e duplicação, gerando células iguais a ela.

Ao longo dos últimos anos, os estudos pré-clínicos em medicina regenerativa, utilizando a terapia baseada em células geraram entusiasmo como uma possível opção de tratamento para lesão cerebral traumática. Alguns ensaios clínicos já estão sendo realizados , um caso foi bem divulgado na mídia, de um menino de 2 anos de idade que foi tratado na Alemanha com células tronco hematopoiéticas obtidas do seu sangue de cordão umbilical ao nascimento. Após o transplante o menino apresentou diversos pontos de melhora no seu quadro , conseguiu mastigar, engolir e até seu desenvolvimento social melhorou. Após 40 meses do transplante apresentou melhoras significativas, inclusive no âmbito motor.
 

Este foi um caso, os estudos precisam continuar para se entender melhor  por qual mecanismo se dá essa melhora , qual a melhor via de entrada dessas células e até mesmo qual a melhor "dose celular”. Algumas pesquisas vem mostrando que essa melhoria parece acontecer através de um estímulo na área neural, seja pelo fato das células secretarem fatores de crescimento que tem influência positivamente para a diminuição do edema craniano causado por esses traumas , seja agindo de maneira neuroprotetora ou até mesmo estimulando a proliferação de algumas populações neurais . Embora os estudos continuam  a mostrar melhoras nos quadros desses pacientes, o maior objetivo desses estudos é encontrar uma forma de regredir ou pausar a progressão das lesões.

Dessa forma vemos que a medicina tem avançado na direção de entender cada vez melhor a capacidades das células-tronco e contribuir para o tratamento de lesões cerebrais.

 

 

 

 

Referência:
http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2014/03/apos-se-afogar-em-piscina-crianca-de-3-anos-se-alimenta-por-sonda-no-rs.html

http://hemocord.com.br/magazine/sangue-de-cordao-traz-esperanca-para-menino-com-paralisia-cerebral/    
Gennai SMonsel AHao QLiu JGudapati VBarbier ELLee JW. Cell-based therapy for traumatic brain injury. Br J HYPERLINK "http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26170348"AnaesthHYPERLINK "http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26170348". 2015 Aug;115(2):203-12.
Jensen HYPERLINK "http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=Jensen%20A%5BAuthor%5D&cauthor=true&cauthor_uid=23762741"A1, Hamelmann E. First autologous cell therapy of cerebral palsy caused by hypoxic-ischemic brain damage in a child after cardiacarrest-individual treatment with cord blood. Case Rep Transplant. 2013;2013:951827 
Arien-ZakayHYPERLINK "http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=Arien-Zakay%20H%5BAuthor%5D&cauthor=true&cauthor_uid=21701995" H1, Lecht S, Nagler A, Lazarovici P. Neuroprotection by human umbilical cord blood-derived progenitors in ischemic brain injuries. Arch Ital Biol. 2011 Jun;149(2):233-45. doi: 10.4449/aib.v149i2.1370

Cellpreserve - Centro de Biotecnologia

Endereço: Av. das Américas, 3434 - Bl. 2 - Lj. 104 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ  |  CEP: 22640-102 

Tel.: (21) 3431 3700  

(21) 99959-4043

(31) 99614-0355 | (27) 998963453
0800 282 3700 

contato@cellpreserve.com.br

NOVIDADE

Teste de Compatibilidade Familiar

CELLPRESERVE

A Cellpreserve possui certificado do Conselho Federal de Medicina, aprovação da Vigilância Sanitária e importantes certificações nacionais e registro internacional como: ISO 9001, ONA E FDA que conferem maior rigor técnico no tratamento das amostras dos clientes. Clique e confira!

CERTIFICAÇÕES: